Páginas

24 outubro 2014

Hoje eu o vi


Estava apenas vivendo mais um dia como todos os outros, sem novidades e expectativas, somente seguindo com a rotina diária. Na volta para casa resolvi mudar a rota e peguei o caminho mais longo, só queria mudar um pouco.

Andando pela rua o vi de longe. Ele estava subindo no ônibus e não me viu. Fiquei parada na calçada acompanhando todos os movimentos dele até o ônibus ficar distante o bastante evitando que eu conseguisse continuar olhando.

Depois de ficar catatônica continuei o meu caminho, mas pensando o que teria acontecido se ele tivesse me visto. Talvez falaria oi, sentiria saudade e me chamaria para sair ou fingiria não ter me visto. Não sei.

E se eu mandasse mensagem? Dizendo que o vi e o chamasse para tomar alguma coisa? Nós poderíamos nos encontrar, bater um papo qualquer e analisar se não era o momento de retomar a nossa história. Muito tempo se passou, já estamos muito mais maduros, eu ao menos estou.


Não. Não vou mandar mensagem porque a última vez me desgastou demais. Eu adoraria voltar para uma história que já conheço, para um sentimento que já tive e pular toda aquela fase constrangedora de conhecer uma pessoa. Sim, é mais fácil tentar voltar pra ele.

Mas eu estou pronta para uma nova aventura, para me apaixonar novamente, me entregar, quebrar a cara, ficar desapontada ou simplesmente me aquietar por um bom tempo em um novo amor. Sim, escolhi o caminho mais difícil que é o caminho desconhecido, porém é a novidade que eu estou querendo para minha vida.

Ter mudado o caminho e ter visto ele subir no ônibus mudou meu dia, porque percebi que mesmo tendo algum sentimento por ele cultivado em mim, o fim do marasmo não são as expectativas da nossa história ser diferente, mas sim de que uma nova está por vir.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2013 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal